03 abril 2014

Minha transição capilar - Meu início

Há muito tempo eu ouvia do meu irmão "Teu cabelo era tão lindo porquê você fez isso?", sabe como é opinião de irmão né, principalmente homem que é super sincero. Eu também não sabia o que me deu na cabeça de alisar os cabelos, acho que foi a facilidade já que vida de estudante - principalmente de quem estuda pela manhã - não é fácil!

Passei por um período muito longo(8 anos) fazendo muitas químicas no cabelo (pintura, alisamento) e em dezembro de 2013 decidi parar, eu nunca gostei de salão principalmente fazer escova, eu sempre gostava de molhar os cabelos sempre, quem mora no Nordeste me entende bem. Fazem exatamente 3 meses que estou em transição, e por coincidência já passei por três transições e sempre desistia, principalmente quando sua mãe não apoia muito bem a ideia, pior ainda quando a mesma tem o cabelo liso natural. Nada que uma boa conversa não resolva. Esperei  o momento certo para essa conversa e expliquei a ela que já estava cansada por passar por tantos procedimentos e não me sentir feliz com eles, mostrei fotos de meninas que já haviam passado por transição capilar. No começo ela achou estranho fazia perguntas do tipo "Como você vai fazer quanto a parte cacheada estiver muito visível?" expliquei a ela o que é Big Chop, e também como fazer para disfarçar as duas texturas nos cabelos. Ela ainda ficou um pouco indecisa. Eu sei que o cabelo é meu, e ela me dá total liberdade de fazer o que quiser com ele (ela até pintava o meu cabelo ~de vermelho~, coisas que muitas mães não fazem) mas é muito importante conversar com as pessoas que você considera importante na sua vida, porque quando você estiver à beira da desistência vão ser eles que irão te incentivar a continuar.

Na mesma noite fiz twists(em breve postarei um vídeo de como faço), e no dia seguinte acordei com cachos lindos, era o que faltava pra ela aceitar de vez. Todo mundo adorou, ela percebeu que eu estava disposta a seguir mesmo essa ideia, e ela até me contou que quando era pequena vivia perguntando para minha avó quando o cabelo dela iria ficar crespo/cacheado, e minha avó sempre dizia que quando ela crescesse isso iria acontecer.. Nunca aconteceu, mas ela teve uma filha cacheada - eu :)! #seachando #sqn kkk

Hoje ela me apoia totalmente, já até contou para as amigas dela, de vez em quando ela vem me dizer "Tainá, a fulana disse que é pra você usar produto tal, a outra fulana disse que é pra você fazer cachinhos...". Eu sei que muitas meninas se sentem com medo principalmente da família não apoiar a ideia, mas nada que uma boa conversa não resolva. Só não vale fazer como eu, ficar pedido para a família todinha ficar pegando na raiz do cabelo pra mostrar que os cachos estão crescendo. Detalhe: tinha dias que eu pedia tanto que chegava a irritar. rs :)
Eu ainda estou tentando disfarçar a parte alisada, é meio difícil, mas nada que carinho e força de vontade não resolva, às vezes bate uma preguiça mas nada que prender o cabelo não resolva também.
Espero ter ajudado as meninas que estão passando por esse temido processo, tem muitas que ficam muito abalada mesmo, mais não desistam, os resultados virão em breve. E não é só cabelo como os homens pensam, é autoestima!

À direita: meu cabelo alisado e com restos de tintura (como está atualmente); esquerda: como disfarço nessa etapa de transição, ainda estou me acostumando com o visual.



 Creio que muita gente nunca me imaginaria desse jeito, mas aqui estou. Espero o comentário de vocês, dicas de produtos, algum segredinho, e principalmente o que acharam dessa mudança!




Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Oi Tainá, ;-)

    Vi sua postagem no Blog da Lety : http://www.umagarotabrasileira.com

    Sobre você tomar a decisão de fazer a transição capilar e compartilhar no Blog...

    Como você citou acima, transição capilar precisa de esforço, coragem e apoio da família e amigos... Comecei a minha transição capilar a 1 ano e 3 meses atrás, estava cansada de tanta química no cabelo, foram 4 progressivas, 1 escova definitiva, luzes, mechas californianas e colorações...queria me libertar de tudo isso e voltar a ser L I V R E E assumir os cachos, a cor natural do cabelo e principalmente deixá-los soltos. Cansei de ser escrava da escova, chapa, cabelo preso, cabelo molhado... Era refém do cabelo, não tinha liberdade nem em dias de chuva, piscina, sempre tinha que pensar no cabelo. Por isso decidi que era a hora de fazer o Big Chop, e me libertei de vez da química, hoje sou L I V R E... E me sinto muito mais feliz ;-) sendo natural!!!

    No período da transição, teve vários momentos em que pensei em desistir e voltar pras químicas achando que seria mais fácil me render e continuar com o cabelo liso e prático do dia-a-dia, só que química não é uma solução é você se enganar e adiar o problema, principalmente quando os cachos aparecem na raiz e fica duas texturas com aquele esticado de progressiva nas pontas... No período da transição o meu cabelo estava mix de cores e texturas, começava a raiz na cor natural castanho escuro, depois uma cor chocolate de resto de coloração, depois umas luzes antigas meio acobreadas e por último as malditas mechas californianas que fiz em setembro do ano passado e matou de vez meu cabelo... quebrou, emborrachou, teve corte químico...

    Não é fácil viver uma Transição Capilar, você está no caminho certo porque tomou a decisão e tem o apoio de pessoas que te amam... Gostei muito do seu blog!!! ;-)

    Sobre o Big Chop é também uma decisão difícil, cada pessoa tem o seu tempo, tem sua maneira de fazer, eu mesma a princípio fui cortando as pontas discretamente, sem sofrer mais, meu cabelo é difícil de crescer e custou muito pra chegar no comprimento que estava... Mesmo estando danificado, estava apegada a ele, mas chegou um dia em que era a hora do "grande corte" e me libertar de vez das químicas e voltar a ser natural, foi o que fiz...

    Cabelo curto, solto, cacheado e F E L I Z...

    ;-)

    Beijosss...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fabiana!

      Fico feliz que já passou por transição e fez até big chop, eu pretendo fazer também, mas estou esperando o dia certo, o dia D. O meu cabelo é assim como o seu também, é muito difícil pra crescer. Sinto que estou no caminho certo, sabe quando você tomava banho e não podia molhar os cabelos? Eu odiava fazer isso, preferia andar sem escova do que ter que abrir mão de molhar meus fios, odeio também o calor do secador e da chapinha.
      Que bom que dessa vez é pra valer, não vou desistir. Não vejo a hora disso tudo passar e eu me sentir assim como você...liberta!!

      Beijos querida, muito obrigada pela visita! :D

      Excluir
  2. eu queria conseguir deixar o meu voltar ao normal tbm :\

    http://emifernandesmake.blogspot.com.br/2014/04/salve-seu-delineador-seco-por-emi.html?showComment=1397487392670#c5094306336670256848

    ResponderExcluir
  3. olá vi seu blog no Fashionistas assumidas, se puder me ajudar, segue la
    http://dicastestarecontar.blogspot.com.br/ sigo de volta!

    ResponderExcluir
  4. oi tainá, que bom que encontrei alguém que também esta em transição , moro em Teresina, e é muito dificil de achar grupos e pessoas em transição, já estou com 6 meses, e estou pensando seriamente em fazer o bc... ahhh eu sinto que te conheço de algum lugar, mas não consigo me lembrar de onde... enfim juntas na transição <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Savina! Já completei minha transição, fiz BC, estou mega feliz com o resultado! Nós já estudamos juntas no Centro Cultural de Línguas (CCL). Quanto tempo, que bom saber que está em transição! Forçaaas!!!! :D

      Excluir


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©